3 ações (1 prisão) contra pré-candidatos à prefeito do Rio de Janeiro essa semana

[Foto: Richard Souza / AN]

Em um intervalo de menos de 1 semana, 3 pré-candidatos ao cargo de prefeito da cidade do Rio de Janeiro foram alvos de ações do Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro (MP/RJ).

O primeiro alvo foi Eduardo Paes, primeiro colocado em pesquisas eleitorais, denunciado por “caixa 2” pelos promotores do GAECC/MPRJ, que teve sua residência como alvo de mandatos de busca e apreensão na última terça-feira (08/09).

O segundo alvo foi Marcelo Crivella, atual prefeito da cidade e segundo colocado em pesquisas eleitorais. Crivella teve sua residência e endereços da Prefeitura entre os 22 mandados de busca e apreensão expedidos pelo 1º Grupo de Câmaras Criminais do Tribunal de Justiça do Rio, nesta quinta-feira (10/09).

O terceiro alvo foi a pré-candidata Cristiane Brasil, que está entre os alvos da segunda fase da Operação Catarata e teve sua prisão preventiva decretada hoje (11/09).


Colocação dos pré-candidatos segundo pesquisa do Instituto de Pesquisas Sociais, Políticas e Econômicas (Ipespe), realizada entre os dias 26 e 29 de agosto de 2020. A pesquisa foi contratada pela Produtora Met Promoção de Eventos LTDA. Registro no TSE N.º RJ-04390/2020.

Deixe uma resposta