CUT encontra Mourão e anuncia mobilização para lutar.

Segundo informações divulgadas pela Central Única dos Trabalhadores (CUT), seu presidente nacional informou ao vice-Presidente da República, Antônio Hamilton Martins Mourão, que “a CUT não aceitará uma reforma da Previdência que retire direitos da classe trabalhadora e que Central está mobilizada para lutar contra a proposta do governo”.

A reunião com Vagner Freitas e Hamilton Mourão ocorreu em Brasília, nesta quinta-feira (07/02).

Ainda segundo a CUT, Mourão foi informado que a Assembleia Nacional da Classe Trabalhador e o Dia nacional da Mobilização ocorrerão no dia 20 de fevereiro.

Segundo o Estado de Minas, Mourão disse: ““Eu os alertei que eles têm que usar os representantes que eles elegeram no Congresso. Para que também apresentem as ideias que eles têm a respeito do assunto. Ao mesmo tempo, eu conversei com eles para desmistificar um pouco a questão da Previdência, de que quem tem direito não vai perder esse direito”