Parlamento Europeu reconhece Juan Guaidó como Presidente Interino

Reunido em Bruxelas, o Parlamento Europeu (PE) reconheceu Juan Guiadó como Presidente Interino legitimo da Venezuela. Foram 439 votos a favor, 104 contras e 88 abstenções.

O Parlamento solicitou que Frederica Mogherini, chefe da diplomacia europeia e aos Estados-Membros adotarem a mesma posição, até que novas eleições sejam realizadas na Venezuela, afim de restabelecer a democracia no País.

A resolução adotada pelo eurodeputados informa que em 10 de janeiro, “Nicolás Maduro usurpou, de forma ilegitima, o poder presidencial”, lembrando que as eleições de 20 de maio passado foram conduzidas sem observância das normas internacionais minímas a um processo credível, e que não foram respeitadas a democracia, o pluralismo político nem autoridades instituídas pelo “processo ilegítimo”.

Juan Guaidó se auto proclamou Presidente da Venezuela durante uma manifestação em Caracas, no dia 23 de janeiro de 2019.

Nessa quinta-feira (31), o Presidente Interino postou em uma rede social que sua casa estava sendo invadida por militares da Venezuela, e responsabilizou Nicolás Maduro caso algum ato de violência seja realizado contra sua esposa e filha.