Prefeito eleito do Rio anuncia três futuros secretários

[Foto: Richard Souza / REF]

Eduardo Paes (Democratas), prefeito eleito do Rio de Janeiro, anunciou nesta segunda-feira (30/11), três nomes para ocupar chefias de pastas em seu governo a partir de janeiro de 2021.

Daniel Soranz

Daniel Soranz foi o primeiro secretário confirmado por Paes. Soranz é médico sanitarista, especialista em Medicina da Família e Comunidade e mestre em Saúde Pública pela Ensp,esteve da frente da Subsecretaria de Atenção Primária, Vigilância e Promoção da Saúde e assumiu a Secretária Municipal de Saúde em 2014 durante o governo de Eduardo Paes.

O médico sanitarista vai comandar a Secretaria Municipal de Saúde e já apresentou 10 medidas de enfrentamento a pandemia da Covid-19 que o município deve passar a adotar a partir de janeiro.

Leia também: Futuro secretário de saúde do Rio detalha medidas de combate à pandemia

Marcelo Calero

Foto: Vinicius Loures/Câmara dos Deputados

O atual Deputado Federal, Marcelo Calero (Cidadania), foi cotado por Paes para assumir a pasta de Integridade Pública, que tem a função de identificar desvios e problemas no governo municipal.
Calero é graduado em Direito pela Uerj e mestre em Ciência Política pelo Instituto de Estudos Sociais e Políticos do Rio de Janeiro (Iesp/Uerj). No ano de 2007 ingressou no serviço exterior brasileiro como diplomara de carreira do Ministério das Relações Exteriores.

No Itamaraty, Calero trabalhou no Departamento de Energia, servindo na Embaixada do Brasil, no México. Já em 2013, foi cedido para a Prefeitura do Rio de Janeiro onde atuou como coordenador adjunto de Relações Internacionais até 2014. Foi secretário de Cultura do governo de Eduardo Paes no ano de 2015.

Em 2016 deixou a Prefeitura para assumir o cargo de Ministro da Cultura no Governo de Michel Temer, onde permaneceu de junho a novembro. Foi eleito Deputado Federal em 2018 com 50.533 votos.

Pedro Paulo

Foto: Pablo Valadares/Câmara dos Deputados

Para a chefia da Secretaria de Fazenda, o prefeito eleito convidou o Deputado Federal Pedro Paulo (DEMOCRATAS). O atual Parlamentar foi subprefeito no Rio de Janeiro e ocupou a cadeira de chefe da Casa Civil nos anos em que Eduardo Paes esteve à frente da Prefeitura do Rio de Janeiro.

Durante os dois mandatos de Eduardo Paes à frente da Prefeitura do Rio de Janeiro (2009-2017), Pedro Paulo foi considerado o braço direito de Paes.
Em 2018 se licenciou do mandato na Câmara dos Deputados para se candidatar à Prefeitura do Rio de Janeiro, obteve 488.775 votos, chegando ao terceiro lugar na disputa municipal. Em seguida, reassumiu o mandato em Brasília , onde segue como Parlamentar.