Resultados dos exames de Bolsonaro são divulgados

Coronavírus - COVID-19. Foto: Alissa Eckert, MS, Dan Higgins, MAM

[Foto: Richard Souza / Arquivo / AN]

Os resultados dos exames que testaram o Presidente Jair Bolsonaro para a Covid-19 foram divulgados na tarde desta quarta-feira (13).

Os laudos foram entregues ao Supremo Tribunal Federal ontem (12) e ficaram sob responsabilidade do Ministro Ricardo Lewandowski, que decidiu determinar ampla divulgação dos exames.

Ao realizar a entrega, a Advocacia Geral (AGU) da União informou que os resultados provariam que o Presidente não contraiu a doença. Porém os exames entregues verificam se o paciente está com a doença no momento da coleta do material para o exame, não sendo o tipo de exame que teste anticorpos para verificar se o examinado teve a doença em algum momento anterior. Assim sendo os exames compravam que o paciente não estava da coleta do material.

O primeiro exame realizado no Presidente, foi utilizado o tipo RT-PCR e coletado no laboratório Sabin em Brasilia (DF), em 12 de março, um dia após Bolsonaro ter retornado de uma viagem aos Estados Unidos. Na ocasião, 24 integrantes de sua comitiva presidencial testaram positivo para o vírus.

No segundo exame foi submetido também o método RT-PCR e coletado no dia 17 de março, cinco dias após o primeiro, tendo a conclusão de resultado negativo confirmada no mesmo dia da coleta de material.

O terceiro exame do Presidente foi feito pelo Laboratório de Vírus Respiratórios e Sarampo da Fundação Instituto Oswaldo Cruz (FioCruz), e coletado no dia 18 de março. O resultado disponibilizado no dia seguinte detectou que Bolsonaro não estava com Coronavírus.

O Presidente utilizou de pseudônimos como “Airton Guedes” e “Rafael Augusto Alves da Costa Ferraz” nos dois primeiros exames, já para o terceiro teste coletado pela FioCruz, o Presidente é identificado como “Paciente 05”. Segundo informações, mesmo utilizando de nomes fictícios, os dois exames do laboratório Sabin se referem aos materiais coletados do Presidente, onde documentos de identificação e data de nascimento confirmam com os dados de Bolsonaro. No exame realizado pela FioCruz não há dados pessoais do presidente.

Deixe uma resposta