Senado adia escolha de novo Presidente

Os Senadores passaram cerca de 5 horas discutindo sobre o voto para a eleição do novo Presidente da casa ser de forma aberta ou secreta. Foram 50 votos favoráveis e 2 contra. O senador Lasier Martins chegou a lembrar que 2016, foi realizada uma votação sobre a perda de mandato do Senador Delcidio do Amaral, de forma aberta ao mesmo que tempo em que o Regimento determinava o voto secreto.

A reunião foi presidida pelo Senador Davi Alcolumbre (DEM-AP) e marcada por opiniões de senadores contrários a votação aberta para a escolha do novo Presidente, que chegaram a dizer que mudanças não devem ser discutidas em uma sessão preparatória do ano legislativo e sim como uma PEC. Os Senadores não entraram em acordo e a sessão foi remarcada para esse sábado (2).

Alcolumbre é candidato a Presidência da casa e o único Senador da Mesa Diretora anterior que continua no mandato e por esse motivo presidia a sessão, causando divergências entre senadores que apoiam que a casa deveria ser presidida pelo senador mais idoso enquanto um novo Presidente não seja eleito. Segundo o senador Rodrigo Pacheco, já houveram ocasiões em que candidatos a Presidência presidiram sessões preliminares.