Termina a cirurgia de Bolsonaro

O Hospital Albert Einstein divulgou boletim médico após a cirurgia do Presidente Jair Bolsonaro, informando que durante a procedimento, foi realizado anastomose do íleo com cólon tasnverso, que é a união do intestino delgado com o intestino grosso. O Hospital informou ainda que o procedimento teve duração de cerca de 7 horas e ocorreu sem intercorrências e sem necessidade de transfusão de sangue.

O Presidente deu entrada no hospital ontem (27) e chegou a postar um vídeo em mídias sociais agradecendo as orações.

A cirurgia em que Bolsonaro foi submetido tinha como objetivo a retirada da bolsa de colostomia que usa desde setembro do ano passado quando foi esfaqueado durante um ato de campanha em Juiz de Fora, cidade mineira. Ele chegou a ser atendido na Santa Casa de Misericórdia de Juiz de Fora onde foi implantada uma bolsa de colostomia temporária, em seguida, foi transferido para São Paulo, sendo operado no dia 12 de setembro no hospital Albert Einstein, recebeu alta no dia 29 de setembro.

A cirurgia para a retirada da bolsa de colostomia e de reconstrução do transito intestinal é a terceira em que o presidente é submetido desde o atentado.

Bolsonado encontra-se no momento na Unidade de Terapia Intensiva e segue clinicamente estável, consciente sem dor. O Presidente está recebendo medidas de suporte clínico, prevenção de infecções e de trombose venosa profunda segundo informações do Hospital Albert Einstein.

No hospital foi montado um espaço de onde o Presidente poderá despachar após 48h da cirurgia. Bolsonaro deve permanecer em recuperação pelos próximos 10 dias.