Vale não reconhece declarações feitas por advogado

Em nota,a Vale, mineradora responsável pela barragem do Córrego do Feijão que se rompeu em Brumadinho, Minas Gerais, informou que as declarações feitas pelo advogado da empresa ao dizer que não enxerga razões determinantes de sua responsabilidade, não são de responsabilidade da empresa, que a Vale não autoriza a dar qualquer declarações, seja em nome da empresa, seja para expressar a sua opinião pessoal sobre o tema.

A mineradora diz ainda que de forma enfática continuará contribuindo com as investigações para a apuração dos fatos, reiterando o compromisso na reparação dos impactos decorrentes do rompimento.

Na tarde dessa segunda-feira (28), em coletiva de imprensa no Rio de Janeiro, o diretor-executivo de finanças e relações com investidores da empresa, Luciano Siani, disse que a Vale estará doando o valor de R$100 mil para as famílias que tiveram seus parentes mortos em virtude do rompimento. Luciano disse que o valor não deve ser encarado como indenização, que os valores nesse caso serão bem maiores.